Inaugurado Centro Cultural de Bairro no Quelelé

Foi inaugurado no dia 29 de Novembro o Centro Cultural António Aníbal do Quelelé, no âmbito do Projeto “Promoção da Economia Criativa”, financiado pela União Europeia e implementado pela ADPP Guiné-Bissau, a Associação Ussoforal e o Grupo Cultural Netos do Bandim.

Na inauguração participaram representantes do Ministério da Cultura e Desporto (através da Direção Geral da Cultura), da Delegação da União Europeia, da Associação de Moradores do Quelelé e da Ação para o Desenvolvimento. Estiveram ainda presentes outras organizações parceiras do projeto e organizações da sociedade civil que atuam no setor cultural assim como vários beneficiários finais, entre os quais os Encarregados de Educação dos alunos dos Cursos Artísticos que estão a ser dinamizados no âmbito do projeto neste Centro Cultural.

Os convidados assistiram a atuações e exposições que deram a conhecer o trabalho desenvolvido nos vários Cursos de Artes Performativas e Artes Visuais ministrados neste Centro Cultural, desgustaram pratos tradicionais confeccionados pelos alunos dos Cursos de Cozinha Tradicional e visitaram os diferentes espaços do Centro Cultural António Aníbal do Quelelé.

Este é o primeiro dos Centros Culturais de Bairro que funcionarão como polos dinamizadores de cultura em diferentes bairros de Bissau de modo a proteger e promover a cultura guineense e potenciar a mesma enquanto vetor de paz e desenvolvimento.

 

    

      

 

Cerimónia da Entrega Oficial de uma nova Infraestrutura escolar

Teve lugar esta manhã, dia 21 de Novembro de 2017, na Escola de Ensino Básico Congresso de Cassacá em Missirã, Bissau, a cerimónia da entrega oficial de um novo pavilhão construído com sete (7) salas de aulas devidamente equipadas. A obra em causa resulta de uma parceria assinada no passado dia 27 de Janeiro de 2016 entre ADPP Guiné-Bissau e a Embaixada do Japão em Dakar, que disponibilizou um fundo no valor de 47.836.398,50 FCFA para a concretização da presente obra. Na cerimónia da entrega oficial participaram as seguintes personalidades:

  • Sua Excelência Senhora, Iracema do Rosário – Secretário de Estado do Ensino Básico, Secundário e profissionalizante;
  • Sua Excelência Senhora Keiko EGUSA – Encarregada do Negócio junto da Embaixada do Japão na Guiné-Bissau;
  • Senhor Asger Pedersen Nyrup – Diretor Nacional da ADPP Guiné-Bissau
  • Senhor Armando Correia Landim – Presidente de Associação dos Pais e Encarregado de Educação.

Estiveram, ainda, presentes na cerimónia, dezenas de estudantes, professores e pais e encarregados de educação.

A ADPP GB congratula-se a si e aos seus parceiros pelo sucesso deste projeto e pelos resultados alcançados.

    

  

Fortificação da Saúde e Prevenção de Epidemias

O projeto tem por objetivo fortalecer a capacidade das comunidades das regiões fronteiriças de Gabú e Bolama-Bijagós,  para fazer frente a doenças e epidemias comuns, aumentando assim suas habilidades de prevenção de problemas de saúde comunitária. O projeto da continuação ás ações levadas a cabo pela ADPP GB desde o ano 2015 nas áreas fronteiriças da Guiné-Bissau, para a prevenção da propagação do vírus do Ébola e outras epidemias.

Em Maio de 2016 a OMS declarou por terminado O Estado de Emergência de Saúde Pública de Interesse Internacional com um balanço de 28.616 casos suspeitos e 11.310 pessoas mortas. O balanço mostra assim que a pobreza e o sistema delicado de saúde, no caso presente, da Guiné-Bissau, com um Estado frágil, faz com que seja preciso ainda o reforço das comunidades mais vulneráveis de cara as epidemias recorrentes e relacionadas com a higiene mais comunes e de recente aparição como o vírus Zica.

Fortificação da Saúde e Prevenção de Epidemas baseasse na criação de um  Corpo de Saúde de Voluntários, integrado por 35 pessoas, encarregado da realização de campanhas e ações de sensibilização sobre saúde comunitária, nutrição saudável e epidemias comuns, bem como na identificação e mobilização de voluntários e comissões locais já treinados anteriormente pela ADPP Guiné-Bissau.

 

A ação é levada a cabo na região de Gabú e nas ilhas com maior população da região Bolama-Bijagos, atuando assim nas localizações onde o Corpo de Ebola da ADPP GB trabalhou em 2015 e onde ainda existe uma rede e uma base de mobilização para reforçar a defesa e consciência das comunidades. A ação será levada a cabo em estreita cooperação com o Ministério da Saúde, tanto a nível central como regional.

 

 

Com o  objetivo  de elevar a compreensão, a consciência e a prontidão das comunidades  para mudar  atitutudes em questões de saúde, desenvolver-se-ão atividades mensais:

  • Lições sobre conhecimentos básicos de higiene e nutrição nas escolas
  • Ajudar a escola a iniciar um pequeno jardim
  • Teatro no mercado e outras atividades culturais sobre questões de saúde
  • Distribuição de mosquiteiros tratados e instrução as pessoas a usá-los corretamente
  • Acão numa clínica local para limpar e tornar o ambiente mais amigável
  • Visitas de porta em porta com mapeamento das ações necessárias para ajudar às famílias a melhorar a saúde
  • Lições sobre um tópico específico para as pessoas na sala de espera na clínica/hospital
  • Lição sobre como prevenir doenças em um determinado ambiente de trabalho
  • Reunir estatísticas de saúde necessárias para às autoridades locais
  • Campanha de mobilização para a vacinação de crianças
  • Treinamentos com voluntários locais para aumentarem o nível de compreensão, capacidade e engajamento
  • Reuniões com as autoridades locais de saúde para compartilhar problemas e encontrar soluções para o sistema de saúde local

Assinatura do Memorando com a Secretaria de Estado das Comunidades

A Associação de Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo Guiné-Bissau (ADPP/GB), assinou na manhã do dia 31 de Outubro de 2017, na sala de reunião do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Internacional e das Comunidades, um MEMORANO DE ENTENDIMENTO, com a Secretaria de Estado das Comunidades (SEC). Neste ato, testemunhado pelos altos funcionários deste ministério, assim como da parte da ADPP GB, foi presidido pelo Sua Excelência Embaixador Dr. Dino Seidi, na qualidade de Secretário de Estado das Comunidades, e pelo Senhor Asger Pedersen Nyrup e Senhora Mariana Camilo, nas qualidades de Presidente do Conselho de Administração e Vice Presidente do Conselho de Administração da ADPP Guiné-Bissau respetivamente.

O Memorando ora assinado, visa engajar a ADPP GB, como parceiro de implementação de ´´Politicas e Programas de Promoção do Bem-estar e Desenvolvimento Comunitário, incluindo área das Migrações´´.

A SEC e a ADPP/GB acordam ainda em apoiar-se mutuamente no âmbito da mobilização e negociação de financiamentos para os Projetos e/ou Ações consideradas úteis pelas duas Partes, e a aceitam trabalhar em cooperação para prossecução dos objetivos acima mencionados e para efetiva implementação e eficiência dos Projetos e Ações definido conjuntamente.

 

 

A Humana participa na 48ª Conferência Mundial da União sobre a Saúde do Pulmão

A Humana People to People tem o prazer em anunciar a sua participação na 48ª Conferência Mundial da União sobre Saúde do Pulmão que tem lugar em Guadalajara México do dia 11 ao dia 14 de Outubro de 2017.

A conferência, organizada pela União sobre a Saúde do pulmão, é a maior reunião a nível mundial de intervenientes que trabalham para acabar com o sofrimento causado pelas doenças pulmonares, focalizando-se especialmente nos desafios que os países de baixo e médio rendimento enfrentam. O tema deste ano, “Acelerar no sentido de eliminar”, vai reunir 4,000 representantes de 100 países, e vai focar-se na agenda mundial sobre a doença pulmonar, assim como na eliminação da tuberculose e das co-infecções, melhorando o controlo do tabagismo e a redução da poluição atmosférica.

A abordagem da Humana a nível comunitário de consciencialização sobre a tuberculose, da identificação de caso e do apoio para tratamento tem vindo a inovar nos últimos anos. O programa, Total Controlo da Epidemia (TCE), adopta uma abordagem holística ao focalizar-se nos indivíduos e nas suas comunidades como sendo os protagonistas da sua própria saúde e do seu bem-estar. Está direcionado principalmente para o compromisso comunitário significativo no que diz respeito às principais doenças tais como a tuberculose, melhorando a consciencialização, o acesso aos serviços de saúde, e apoio para tratamentos bem-sucedidos. Actualmente, os parceiros da Humana estão a implementar 8 projectos TCTB em 11 países, no âmbito dos quais, mais de 16,000 pessoas foram rastreadas para a despistagem da tuberculose no ano passado.

Durante a conferência deste ano, as organizações membro da Humana partilharão a sua aprendizagem aprofundada baseada nas intervenções a nível comunitário para as populações-chave sobre a tuberculose , incluindo uma abordagem integrada em relação às co-infecções do VIH-TB. A tuberculose permanece uma das 10 maiores causas de mortalidade a nível mundial e é actualmente a principal causa de morte entre as pessoas que vivem com o VIH, o que destaca a necessidade de coordenar melhor os esforços por parte dos actores de modo a melhorar a identificação activa de caso, assim como o acesso a, e o fornecimento do tratamento, sobretudo nas comunidades em risco.

No evento, Olga Guerrero representará a Federação numa discussão de painel com o titulo: “O envolvimento significativo das comunidades na detecção de casos de tuberculose activa: Como é que o podemos aperfeiçoar?”; Sugata Mukhopadhyay apresentará “As estratégias da ADPP Moçambique para detectar e apoiar os casos índice (índex cases) de VIH e os respectivos contactos através de intervenções de base comunitárias de modo a proteger as PVVIH e lutar contra a tuberculose em Moçambique”; e a Anne Marie Moeller partilhará as experiências e as lições aprendidas pela HPP Índia com “A melhoria na detecção de casos activos em pessoas que vivem nas favelas de Delhi, Índia”

Se desejar mais informações sobre a Humana People to People e o nosso trabalho no que diz respeito à tuberculose a nível mundial, contacte Ib Hansen através do correio electrónico ib.hansen@humana.org. Também pode seguir a Humana no Twitter em @HumanaHPP. Para mais informações sobre a 48ª Conferência Mundial da União sobre a Saúde do Pulmão, consulte o sítio guadalajara.worldlunghealth.org

 

Um total de 2.720 agricultores beneficirão de um novo Centro de Processamento de Caju

O setor de Bissorã terá brevemente novo Centro de Processamento de Castanha e Pedúnculo de Caju, criado no quadro do projeto Processamento e Comercialização de Caju financiado pela União Europeia.

O projeto, que abrange um total de 2.720 agricultores, visa contribuir para aumentar a resiliência das populações rurais melhorando a produção e processamento do caju e introduzindo a comercialização organizada.

O novo Centro de Processamento de Cajú terá 3 armazéns diferentes : um  para castanha, outro para amêndoa e outro para cajuína e duas unidades de processamento, uma para a castanha e outra para o pedúnculo de caju. No quadro do projeto serão criadas pela sua vez duas Cooperativas representando os 2.720 agricultores com o fim de constituir  um fator comercial e político no setor de Bissorã e trazer mais possibilidades para os pequenos agricultores familiares da região.

Uma vez o Centro de Processamento e as Cooperativas estejam em pleno funcionamento, a equipe de projeto, incluindo os parceiros, elaborará em conjunto com os beneficiários um sistema de gestão dos Centros para beneficio da população mais alargada a médio e longo prazo.

O Hospital de Bissorã melhora seus serviços graças á doação de Danish Relief Group

“Os pacientes do Hospital de Bissorã estão agora muito melhor atendidos graças á doação do Danish Relief Group. As 5 camas doadas pelo Grupo foram integradas na sala de pediatria, cujas tem maior qualidade do que as antigas. As camas antigas  foram colocadas na sala de internamento de adultos o que permitiu-nos aumentar a capacidade de alocação”, sinala Teresa Luisa Embaná, administradora do Hospital de Bissorã.

A maternidade usufruiu do mesmo modo de carretas que permitem levar ás grávidas á sala de  parto e pôs parto, “antes as mulheres eram transferidas com ajuda de seus familiares e parteiras, agora graças as carretas recebem um melhor tratamento, mais cômodo e seguro”, garante uma das parteiras. Não só as mães mais também os recém-nascidos recebem seus primeiros cuidados num novo banheiro com o espaço suficiente que facilita o trabalho das enfermeiras.

A doação do Danish Relief Group incluiu ainda 350 óculos que são distribuídos gratuitamente a aqueles pacientes diagnosticados pelo oculista, “esta distribuição ajuda muito ás pessoas  porque em Bissorã não há óculos á venda, só em Bissau,  e mais ainda porque os óculos têm um custo muito elevado para a maioria da população” (dos 30 euros aos 75 euros). Uma mesa de massagem, uniformes, mesinhas e carretas foram ainda parte dos materiais doados.

O Hospital de Bissorã partilhou pela sua vez alguns materiais doados pela Danish Rellief Group aos centros de saúde próximos, conscientes das necessidades que também eles estão a atravessar e de que a solidariedade é a base do desenvolvimento comunitário.

As crianças de Missira terão este ano nova escola graças ao governo do Japão

O embaixador do Japão em Dakar, o Senhor Shigeru OMORI, visitou esta semana a Escola Congresso de Cassacá no bairro de Missira em Bissau, com o fim de acompanhar o progresso das obras da nova escola que está a ser construída de raiz, no quadro da nova parceria entre o governo japonês e a ADPP GB.

O objetivo do projeto é contribuir para melhorar a qualidade do sistema educativo na Guiné-Bissau através da melhora das infraestruturas e equipamentos das escolas onde as crianças estudam.

A nova escola contará com 7 salas de aulas, todas equipadas com um total de 140 carteiras duplas para os alunos e 7 mesas e cadeiras para os professores e professoras. A nova infraestrutura beneficiará diretamente a 840 estudantes cada ano, que atenderão á escola com melhores condições, o que terá um impato direto no progresso de seus estudos.

Esta é a terceira vez que o governo de Japão confia na ADP GB para a implementação de projetos de desenvolvimento, focalizados todos eles na Educação, setor base para alcançar o progresso de qualquer nação.

 

Nasce uma nova Escola para crianças graças á Fundação MTN

Máis de 100 crianças em idade pré-escolar começaram a receber uma educação de qualidade graças ao apoio financeiro da Fundação MTN, que permitiu a reabilitação e equipamento de um prédio em desuso da Escola de Formação de Professores DNS que a ADPP tem em Bachil (Região de Cacheu) desde o ano 2012.

O projeto, sob o nome Aceso à educação pré-escolar nas áreas rurais da Guiné-Bissau, tem por objetivo contribuir a colmatar um dos principais problemas das crianças das áreas rurais da Guiné-Bissau como é o acesso á educação de qualidade, mas também contribuir para o sucesso educativo das crianças aquando da sua entrada no ensino primário. A nova escola de atividades de tempos livres tem capacidade para 100 crianças e é uma escola comunitária gerida pelos pais e encarregados da educação. As atividades são conduzidas por uma formadora com apoio pedagógico dos estudantes da Escola de Formação de Professores DNS, através da sua prática pedagógica.

A nova Escola insire-se assim nos programas que a ADPP GB opera enquadrados dentro da Estratégia Nacional de  Educação do governo que tem, entre suas prioridades, a Educação Pré-escolar com vista a  “oferecer, gradualmente,  a todas as crianças das zonas menos favorecidas, um ano de instrução pré-primária integrados nas escolas do Ensino Básico Elementar, para iniciação à educação escolar”.

Orabank doa 2.500.000 cfa á Escola de Formação de Professores DNS

O banco africano Orabank, comprometido com o desenvolvimento da Guiné-Bissau através do apoio anual a projetos de desenvolvimento, fez uma doação á Escola de Formação de Professores DNS por um valor de 2.500.000 cfa. O financiamento é destinado a apoiar o estudo de Investigação Internacional que os estudantes da Escola DNS realizam pelos países vizinhos da subregião durante 2 meses e meio.

Na Investigação Internacional os estudantes investigam o sistema educativo dos países visitados, sua economia,seus meios de comunicação social,seu meio ambiente, sua pesca e seu sistema de saúde, entre outros, o que lhes permite conhecer outras realidades e analisar as vantagens e desafios que a Guiné-Bissau tem que afrontar para o maior desenvolvimento no futuro bem como para atingir seu futuro trabalho profissional para com as crianças com ferramentas fortalecidas baseadas no conhecimento na primeira pessoa e não só através dos livros.