Cultura

A ADPP opera na área da cultura desde o ano 2016  com o fim de promover o patrimônio cultural do país, o potencial da Economia Criativa, as capacidades artísticas e empreendedoras dos jovens guineenses bem como o apoio ao desenvolvimento de políticas culturais, como vetor para o crescimento econômico inclusivo e sustentável. A Cultura e a Tradição Guineense são abordadas como elementos de Desenvolvimento Humano uma vez que a Cultura Tradicional enquanto património imaterial e material, quando enquadrada e transposta em projetos profissionais empreendedores e viáveis, é um modo de vida.

 

O projeto Promoção da Economia Criativa, que iniciou em Abril de 2016 e tem 48 meses de duração, visa contribuir para o desenvolvimento da governação e das políticas do setor cultural guineense, promovendo a cultura como vetor de crescimento económico. O projeto, financiado pela União Europeia, está assim vinculado aos planos de Desenvolvimento Humano do país como o Terra Ranka (2015), onde é reconhecido que a Cultura como “Alavanca-Chave de reconstrução e transformação da Guiné, será destacada e promovida” e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que sinalam a contribuição da Cultura como estrategia para o desenvolvimento sustentável.

O projeto pretende  Analisar o estado atual do património cultural e o potencial da Economia Criativa para o reforço do quadro regulamentar do país  Estabelecer uma Estrutura Inclusiva de Cultura de Base em bairros de Bissau • Consolidar as capacidades empreendedoras produtivas e geradoras de emprego dos Grupos Culturais de Bairro nos circuitos de difusão.

Mapeamento e Cartografia Cultural

• Recolha e análise de dados • Criação de um grupo de referência para análise dos dados recolhidos e debates em grupo mais alargado.

Gestão e políticas culturais 

Desenho e implementação de programa de formação em Gestão de Políticas Culturais para o Desenvolvimento, Criatividade e Inovação Social para quadros técnicos e políticos.

Centros Culturais de Bairro 

Criação, equipamento e funcionamento de 5 Centros Culturais de Bairro para a formação de jovens em artes e promoção de eventos culturais  Identificação e mobilização de formadores capacitados (artistas) em: artesanato, música, dança, teatro , literatura oral, pintura, escultura, culinária e outros Formação dos formadores e equipe implementadora em técnicas de organização, mobilização e gestão de atividades artísticas.

Mobilização de jovens com ideias, motivação e/ou experiência na área cultural (50% mulheres) para integrarem a ação Administração de cursos nos Centro Culturais de Bairro de artesanato, teatro, dança, pintura, historia oral, culinária tradicional, canto e outros Espetáculos e exposições dos alunos no âmbito dos respetivos cursos Criação de novos Grupos Culturais de Bairro Desenho de proposta formativa “Empreender no Setor Cultural Criativo” e formação dos jovens em empreendedorismo Campanhas para reintegração de alunos desistentes no sistema de educação.

Promoção da Economia Criativa

Criação de redes profissionais para apoio, enquadramento de iniciativas e formalização de contratos de parceria com entidades públicas e privadas a nível nacional e no estrangeiro Apoio à formalização das atividades dos Grupos Culturais criados bem como à gestão e promoção dos seus projetos de empreendedorismo Impulso e projecção das iniciativas criativas dos Grupos Culturais participantes no projeto Criação de um Espaço Virtual de divulgação e venda comum aos 5 Centros e aos Grupos Culturais formados no ámbito do projeto (www.gbnoculturainoriqueza.com), para projeção a nível nacional e internacional sob a marca comum No Cultura i No Riqueza.