Saúde

Saúde, Higiene, Saneamento e Prevenção de Epidemias

Informação e saúde para todos!

Atualmente, a Saúde não é apenas a ausência de doenças. Depreende uma atitude ativa dos cidadãos na promoção da mesma. Num mundo tão desigual, numa parte promove-se os hábitos de higiene básicos, o saneamento e o acesso a cuidados de saúde primários de qualidade. Na outra promovem-se hábitos de alimentação saudáveis, vidas fisicamente ativas, redução do stress ou bons hábitos de sono. As doenças que ainda matam muitas pessoas nos países em desenvolvimento são doenças evitáveis. “Até 2030, acabar com as epidemias da HIV/ SIDA, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, e combater a hepatite, doenças transmitidas pela água e outras doenças transmissíveis”. As soluções dependem da maior disseminação de informação de como prevenir, tratar ou parar a sua propagação. Também dependem da alocação de recursos e da melhoria das condições gerais de vida dos cidadãos. Este ano a ADPP desenvolveu projetos de prevenção e tratamento do HIV, de saneamento e erradicação da defecação ao ar livre e sensibilização e tratamento de casos de fístula obstétrica.

O projeto de “Saneamento, Prevenção da Defecação ao Ar Livre” teve inicio em Julho de 2018 e terminou em Dezembro de 2019. O projeto visou melhorar o saneamento de 40 tabancas na região de Oio e Cacheu e terminar com a defecação a céu aberto e as doenças associadas a esta prática – diarreias e doenças transmitidas através de águas contaminadas. Através do financiamento da Federação Camponesa “KAFO” e Membros da Federação Humana People to People foram construídas 44 latrinas duplas e criados sistemas de higiene junto às mesmas. Para assegurar a sustentabilidade destas ações, o projeto teve um forte componente formativa dos membros das tabancas nas seguintes áreas: construção de latrinas, higiene, saneamento, água potável e igualdade de género.

O projecto de Prevenção de Mutilacao Genital Feminina (MGF), Uso de Serviços Integrados PF/VIH/SIDA e Reforço do Sistema de Rastreamento e Registo Baseado na Comunidade de Casos de Fistula Obstétrica foi implementado em parceria com a UNFPA nas regiões sanitárias de Oio e Gabu durante o ano de 2019. O projeto visou aumentar o conhecimento dos habitantes destas regiões sobre o VIH, Planeamento Familiar, Casamento e Gravidez Precoce e MGF, promovendo a mudança de comportamentos e uma procura mais frequente dos serviços dos centros de saúde. Foram utilizadas diversas estratégias para se divulgar informação: emissões radiofónicas, eventos nas comunidades, visitas a escolas e campanhas em centros de saúde. No total, estima-se que o projeto tenha atingido 143.887 pessoas e verificou-se o aumento de visitas aos centros de saúde. Quanto à comunidade de casos de Fistula Obstétrica foram identificadas 20 mulheres. Sendo um problema ainda desconhecido, foram encontrados alguns obstáculos na identificação das mesmas, mas estas foram propostas a cirurgia e ao processo de reabilitação.

O projeto “Prevenção, Tratamento e Cuidado do VIH nas Forças Armadas” apoia as bases militares e os seus serviços de saúde na identificação, tratamento e seguimento de casos de VIH e tuberculose e conta com a parceria do Departamento da Defesa dos EUA, e implementado junto com as Forcas Armadas da Guiné-Bissau, SNLS e Ministério da Saúde. Na primeira fase foi realizado um estudo sobre o conhecimento, atitudes e práticas nas áreas circundantes às bases militares. Através de vários mobilizadores e educadores de pares treinados pelo projeto foi disseminada informação sobre a prevenção do VIH e foram mobilizadas muitas pessoas para fazerem o teste e receberem os resultados. Na primeira fase o trabalho realizou-se na SA Bissau; no próximo ano irá alargar-se para os sectores de Mansão, Bafata e Buba.

O projeto PRO-GB Água & Saneamento – “Ianda Luz Ku Iagu” financiado pela União Europeia teve inicio em Setembro de 2019. A sua implementação é feita em parceria com a ONG TESE; A equipa do projeto foi constituída e teve acesso a vários momentos de formação. O ano de 2020 trará a implementação das diversas atividades.

O projeto “Ação de Saúde” foi implementado de Janeiro a Dezembro de 2019 nas regiões de Oio e Gabú. Foram implementadas várias atividades com vista à promoção da saúde – palestras em escolas sobre nutrição e higiene, sensibilizações sobre o uso de latrinas, lavagem de mãos e métodos de conservação de água potável e criação de planos familiares individuais de mudança de hábitos de saúde; sobre a prevenção de doenças – limpezas em locais púbicos e perto dos centros de saúde, palestras IST’s e distribuição de preservativos, formação dos trabalhadores dos centros de saúde sobre o ZIKA e a fistula obstétrica.